domingo, 29 de março de 2009

Arrepiadas de Amêndoa

Lembram-se duma receita em que falei que iria trocar o coco por amêndoa laminada?
Nem tarde nem cedo, foi mesmo ontem e eis o resultado.
Não se admirem do dia de ontem ter tantas receitas, fui requisitada para fazer doces para uma festa de anos, hoje.
E não me assusta fazer experiências, regra geral saem sempre bem, se não sair faço-os desaparecer dentro da minha barriguita!
Mas saíram muito bem e levei com muitos Parabéns, principalmente dos Homens! São os mais gulosos e não olham às calorias!
Algumas palavras deliciantes de alguns individuos que lá se encontravam, fizeram-me recordar uma pessoa que tem a opinião de que os "Travesseiros de Sintra" são melhor do que sexo. Só que não estavam a saborear Travesseiros de Sintra!.
6 claras de ovo, em super castelo
400 g amêndoa laminada
300 g açúcar
3 colheres (sopa) farinha
Junta-se o açúcar às claras em castelo. Mexer.
Envolver a amêndoa laminada mais a farinha. Mexer.
Vai ao forno em tabuleiro forrado com papel manteiga (já à venda) ou vegetal e untado.
Disponha colheradas e leve a assar.
Forno 180 º 15 a 20m

Às vezes estou tão embrenhada nos meus doces , que me esqueço de tirar fotografias!
Depois, tenho que esperar novamente até fazer a mesma receita, para então completar as fotos para as receitas.
Aqui esqueci da última, a final. O prato completo para se ver melhor o efeito destes bolos.

Experimentem, simples e deliciosos.

Pudim Molotof

Há poucos dias estive em conversa com uma amiga e falou-se do tão conhecido Molotof.
Ela falava, que ao retirar o pudim do forno, ele ía abaixo.
Comprometi-me logo em transmitir-lhe brevemente a minha receita, e aqui está ela.

Pudim
10 claras de ovo super batidas em castelo.
07 colheres (sopa) açúcar (depois das claras estarem em castelo
qb. caramelo líquido (até acharmos que tem a cor certa) e no final.


Unta-se uma forma com manteiga, deitam-se de maneira grosseira as claras em castelo e vai ao forno a 200 º por 5 a 10 m.
Atenção, nada de banho maria!
E ao fim deste tempo, retirar do forno, abanar a forma e virar o pudim para prato de servir.
Este sai da forma como o meu Pão de Ló. Peço igual atenção ao tamanho da forma; é das grandes.

Creme de Ovos:

16 gemas
q.b. açúcar
1 pitada de farinha maizena
p.b. leite (isto é, o sificiente para o pudim, se calhar adicionar um pouco mais, dá para por numa ou duas tacinhas, e como-se como leite creme.)

Mistura-se o açúcar com a maizena, adiciona-se às gemas batidas, acrescenta-se o leite. Mexer.
Vai ao lume brando para engrossar.
Relembro, se o creme ganhar granulos, ligue a batedeira eléctrica e bata até ficar um creme aveludado.
É só.
Deitar o dito cujo por cima do pudim e ...BOM APETIT!!!!

sábado, 28 de março de 2009

Pinhoadas

Aqui está uma receita fácil de fazer e quem gostar de amêndoa e pinhão vai adorar.
De tempos a tempos faço, mas aviso já que é uma receita que não é económica, mesmo nada económica!
600 g amêndoa ralada muito fina
600 g açucar fino
0,5 cálice de amêndoa amarga
6 gemas
3 dl água
400 g pinhões
2 claras de ovo

Ferva a água com o açúcar durante 6 m.
Junte a amêndoa, o licor e as gemas e mexa bem, em lume brando até fazer estrada com a colher de pau.
Deite a massa no balcão e trabalha-se a dita cuja, com as mãos.
Embrulhe-a em papel vegetal e ponha no frio.



Quando se verificar que está "seca" moldam-se bolinhas, passam-se por clara de ovo e "colam-se"os pinhões, deixando-os presos à massa.



Vai ao forno em tabuleiro forrado de papel manteiga , 22o º +- 10m, até se verificar os pinhões meio tostadinhos.

Pão de Rala

Aqui há dias, o meu filhote nº 2, que é cozinheiro na Pousada de Loios, em Évora, touxe-me um mimo, especialidade de Évora
À hora que chegou, eu ainda me encontrava no meu local de trabalho, bem, foi como se diz, "distribuição ao domicilio", nem chegou a casa!
DELICIOSO!

Bolinhos Leni

Comprei massa de pão para fazer uns paezinhos de azeitonas com ervas aromáticas e o que sobrasse para fazer umas pizas caseiras... .

Mas, houve alterações de planos, mudei de ideia e resolvi fazer algo diferente; criar uma receita. Peguei numa folha de papel, numa caneta e fui apontando o que ía deitando no alguidar.
Fiquei a pensar, o que vai sair daqui?
Pelo geito saí-me bem, como sempre hehehe!
Transcrevo aqui a minha receita:
Mas antes uma informaçãozinha....
A massa de pão compra-se em qualquer padaria e é económico. 0,5 kg de massa de pão não chegou a 1 €uro.
500 g massa de pão
500 g açucar amarelo
6 ovos
200 g manteiga derretida
1 kg farinha p/ bolos
1 pitada de sal fininho
2 limões (raspa)


+ 1 ovo batido para pincelar.
q.b. açúcar fino com canela em pó


Num alguidar de barro vidrado, (pois que eu sou de opinião que a massa de pão tem que ser feita à moda antiga, utilizando o barro vidrado) junta-se a massa de pão com todos os outros ingredientes, excepto os 2 últimos mencionados.
Mexe-se e bate-se com as mãos, até sentir uma massa elástica.
Tapa-se com cobertores e deixa-se levedar 3 horas.

Ao fim deste tempo, retira-se pedaços de massa e com as mãos enfarinhadas moldam-se biscoitos ao nosso gosto.


Vai a tabuleiro forrado de papel manteiga (que já há à venda) e untado.
Pincela-se com o ovo batido e salpica-se com a mistura do açúcar c/ canela.




Atenção que os biscoitos aumentam de tamanho.
Aqui a 1ª fornada....

E o produto final...
Vai um biscoito com um cafézinho de Viena, cremoso e com um toque de chocolate?

Patinagem em familia

Um dia destes, depois de ter saído do emprego, a minha filhota nº 4 desafiou-me a andar de patins.

Desde que adoeci no verão de 2007 numca mais tinha calçado os meus patins em linha. Fiquei reticente à ideia, mas o desejo de sentir a liberdade de correr foi mais forte. O início foi um pouco a medo, estou muito mais velha, 52 anos não é brincadeira! os meus ossos e musculos estão enferrujados! A filhota filmou-me, também a ela e ao primo logo no início do passeio. Foi desde as 18H00 até às 19h40m. È como andar de bicicleta, o corpo não esquece. Já deu para subir e descer passeios, a agilidade voltou em força!! VIVA!.

video

video

video

quinta-feira, 19 de março de 2009

Corações Folhados

Neste dia (noite) tive a ideia de substituir os palmieres por algo diferente, e, eis o resultado.
Como já vem sendo costume, utilizei massa folhada de compra.
Fiz doce de ovos (porque prefiro fazer eu própria este doce) .
Os fios de ovos como numca fiz, uso os de compra.
Com as formas em feitio de coração e estrela, recortei a massa folhada e levei em tabuleiro forrado de papel vegetal, ao forno 200º +-15 a 20 minutos.
Retirei do forno, com faca afiada abri ao meio, recheei-os com fios de ovos e doce de ovos e pu-los num prato de servir.
Doce de ovos



As Estrelas, saídas do forno e recheadas...

E os corações...
Prato completo


Travesseiros de Sintra

Quando solteira, vivia na zona Linha de Sintra com os meus pais, então ía muita vez, de comboio até aquela Vila lindíssima, aliás todas as boas recordações que tenho de criança, foram passadas naquela zona, mais ainda, na Colónia de Férias da CP, na Praia das Maças.
Áh Recordações! Se o tempo voltasse para tráz, à minha meninice...
È claro, que comi muitos Travesseiros de Sintra, na Piriquita. Devem ser famosos mundialmente! Até os estrangeiros os conhecem e os procuram.
Um dia procurei pela receita e pus-me a fazer. Sairam bem e desde aí faço-os de vez em quando. A última vez foi à alguns dias. Levei para o meu trabalho e quem os comeu foi de chorar por mais.
Em todas as receitas que procurei, a única imagem que encontrava era o final. Aqui optei por mais ou menos "passo a passo".
Doce de Ovos
375 g açúcar
10 gemas
3 ovos
1,5 dl água.
Ferver a água com o açúcar 3 minutos exactos ( desde que entra em fase de ebulição)
Numa tigela à parte, juntam-se os ovos com as gemas, batem-se bem. Depois, vai-se juntando um pouco de calda de cada vez aos ovos é mexendo sempre até chegar ao fim.
Deita-se este creme novamente no tachinho onde fez a calda e vai a lume brando mexendo sempre sem deixar ferver por cerca de 2 a 3m .
Se ficar bocadinhos mais grossos do que outros, com a batedeira elétrica, "bata" até ficar o creme todo por igual. E pronto, é só deixar arrefecer até ficar frio.
A receita Original, do doce de ovos:
500g açúcar
2,5 dl água
30 gemas.
Os passos são todos iguais à receita acima mencionada.
Travesseiros de Sintra:
q.b. massa folhada (eu utilizo a de compra)
1 ovo para pincelar os bordos
q.b. doce de gila
q.b. canela pó
q.b. amêndoa ralada

Abra o rolo da massa (rectângulo) e corte 4 rectângulos.
Pincele os bordos com o ovo batido.
Ponha uma colher de doce de ovos, um pouco de chila, salpique com um pouco de amêndoa ralada e uma pitada de canela em pó.
Pus alguns com este recheio, outros só com "doce de ovos", outros ainda com "doce de ovos e amêndoa ralada", e ainda pus alguns com" fios de ovos com doce de ovos". Variei.

Enrolei-os, pincelei e fechei-os.Levei-os ao forno, em tabuleiro forrado, 200º +- 15 a 20m
Atenção, a última parte pincelada fica virada para baixo, no tabuleiro.

Retira-se do forno e passa-se por açúcar branco fino.
E eis o produto final.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Mufins

Nesta noite deu-me para fazer 3 qualidades de Mufins!
Fora o Fim-de-Semana, durante a semana estou acordada até tarde, a fazer estas doçuras.
É a minha maneira de aliviar o cansaço fisico e por os meus neurónios em "coma" para eu poder recuperar. A idade já pesa, fisica e mental.
Fiz mufins de maça, coco e framboeza.
Receita de Mufins de Framboeza:

120 g manteiga
1 xicara (chá) açúcar
0,5 xicara(chá) leite
2 xicaras (chá) farinha
1 colher (chá)fermento
2 ovos
1 xicara (chá) framboezas (utilizei das congeladas)
1 pitada de sal

Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar.
Em seguida adicione os ovos, o leite e bata bem.
Misture a farinha com o fermento, o sal. Envolva tudo
Coloque a massa em forminhas untadas de manteiga e polvilhadas de farinha.
Coloque uma framboeza em cima.
Vai ao forno a 180º
Esta imagem está virada de lado! hehehehe! desculpem e torçam um bocadinho o pescoço.


Mufins de Maça e Canela:
120 g açúcar amarelo
200g maças cortadas aos bocadinhos
225 g farinha de trigo
1 colher (sopa) fermento pó
1 ovo
220 ml leite
60 g manteiga derretida
1 pitada de sal
1 colher (café) canela pó
Num recipiente colocar o ovo, a manteiga e o leite, bater levemente.
Noutro recipiente, juntar a farinha, o açúcar, o fermento, o sal, a canela e a maça aos bocadinhos.
Juntar a mistura do 1º recipiente ao 2º e mexer.
Colocar a massa em forminhas untadas e polvilhadas de farinha
Vai ao forno 190º +- 20m.
Mufins de Coco
0,5 xicara açúcar
2 ovos
1/4 xicara manteiga derretida
1 xicara leite
1+ 1/5 xicara farinha
1 colher (chá) fermento pó
1 xicara coco
0,5 colher (chá) canela pó
1 pitada sal
Bata o açúcar com os ovos e o leite.vAcrescente a manteiga, mexa.
Noutro recipiente, junte a farinha, o fermento, o coco, a canela e o sal.
Misture as duas misturas muito bem.
Coloque em forminhas untadas e polvilhadas de farinha.
Vai ao forno a 180º +-20m
E eis aqui o produto final!
Não dá para ver, mas o meu casalinho de chinchilas está a ajudar-me a escrever esta receita, estão aqui à solta, andam por cima de mim, do meu PC e às vezes escrevem letras com as patitas deles. Adoro eles.

Cocadas

Receita retirada da bloguista (que ainda não tive o prazer de conhecer, mas que a considero como amiga)http://bau-receitas-conceicaocoelho.blogspot.com/ , aumentei foi a receita, devido à quantidade de claras que sobram de outras receitas.....e mudei o nome!

Por ser tão deliciosa já fiz várias vezes, a próxima vez irei trocar o coco por amendoa laminada.

Receita Original: ..................................A minha aumentada:
2 claras batidas em castelo firme ......6 claras batidas em castelo firme
100 g de coco........................................ 300 g coco
100 g de açúcar.................................... 300 g açúcar
1 colher (sopa) farinha .........................3 colheres (sopa) farinha

De resto é tudo igual.

Bata as claras em castelo firme.
Junte o aúcar e continue a bater, depois junte o coco e a farinha. mexa.
Ponha colheradas espalhadas num tabuleiro forrado e untado
Vai ao forno 180º + - 15m